quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Le pont

Eu vejo a vida de baixo
No passo da construção
Da ponte.
O rio com pressa e
Eu sinto que minha vida é estranha,
Distante.

A memória é quase real.
Eu me pergunto onde você está?
Você não está mais aqui.

Os sonhos me dão
Vontade de te ver aqui.
Se isso é bom?
Se isso é mal?
Eu não me importo.
Tiê

1 comentários:

Capitão Jack Fallen disse...

é seu?
É um belo Poema...

Postar um comentário