sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Tú corazón, mi corazón.

Meu coração vai batendo devagar como uma borboleta suja sobre este jardim de trapos esgarçados em cujas malhas se prendem e se perdem os restos coloridos da vida que leva. Vida? Buenas, seja lá o que for isto que temos.
Caio f.

1 comentários:

Elza del Castilo disse...

Testando, alô som.

Postar um comentário