sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Estação das pipas.


Final de ano, dia frio, sexta-feira, final da tarde, Radiohead, Sessão da tarde... Meus pensamentos estão bagunçados, despenteados, quebrados e algo forte me devora. Os sinos estão cada vez mais altos, esse quarto verde vive mudando de tom, esse controle remoto quebrado me acompanha com essas gavetas quebradas, os estilhaços daquela madrugada continuam no mesmo lugar, o copo de água da noite passada está em cima da escrivaninha, ainda encontro vertigens da insônia no meu travesseiro e de sonos pesados nos meus lençóis, ainda existe papéis de presentes jogados nos cantos, meu batom vermelho de todas as tardes está quase destampado, consigo ver o esplendoroso céu azul e coisas coloridas nele pela fresta da janela de madeira. Uma coisa é certa, a estação das pipas chegou.
Elza del Castilo.

1 comentários:

Danielle. disse...

Nossa, adorei o seu texto. Não sei porquê, mas ele me lembrou algo distante. Sabe, quando você lê, vê ou até mesmo escuta algo que te trás algo distante, mas não específico? Enfim, adorei. Favoritei o teu blog.

Postar um comentário