sábado, 9 de dezembro de 2017

"Se eu perder a mim mesma, eu perco tudo..."


O acaso te trouxe para mim. 
Não quero sonhar demais, nem nos definir. 
A incerteza é o que temos.
Sem medos ou pressão, 
nos deixamos fluir com os sentimentos recém chegados
até vir a coragem de nos despedimos deles.
Enquanto isso prometemos paz um ao outro e mútua preservação.
Que assim seja. 


1 comentários:

Anônimo disse...

Nada jamais continua,
Tudo vai recomeçar!
E sem nenhuma lembrança
Das outras vezes perdidas
Atiro a rosa do sonho nas tuas mãos distraídas.
(Mario Quintana)

Postar um comentário